Twenty Feet from Stardom

Transient

Este filme ganhou o Óscar de melhor documentário no domingo. Aborda uma temática que normalmente é ignorada pelas pessoas, mas que fortalece e enriquece as músicas.

Este documentário fala sobre as backup singers e a próximidade (20 feet) que elas estão do estrelato, de ser lead singers. No entanto acabam por não chegar ao local pretendido,  umas por azar, outras por opção.

Eu gosto muito de música e já vi vários documentários sobre este assunto, mas nunca tinha pensado em como seria a vida de uma backup singer. Possivelmente porque passam sempre despercebidas, no entanto ajudam a música ganhar uma dinâmica maior.

Gostei muito de acompanhar a carreira de algumas backup singers, as viagens pelos estúdios de gravação, as tour com as estrelas de rock e algumas dissabores ao serem enganadas pelos produtores de música.

O documentário é bom, interessante e está bem editado. Os testemunhos de verdadeiras rock stars, Sting, Bruce Springsteen, Mick Jagger , Ray Charles (como é óbvio através de imagens de arquivo) e Sheryl Crow (começou com backup singer) transmitem a visão do artista principal.

Não sei se devia ter ganho o Óscar, mas também percebo pouco do assunto. O que interessa é que gostei do que vi e recomendo-o a pessoas que gostem de música.