Cosmopolis

Tinha alguma curiosidade em ver este filme por ser do David Cronenberg, o realizador do filme Spider que gostei muito, e de muitos outros filmes aclamados pela crítica. Quando vi o trailer fiquei um pouco perdido e não consegui perceber qual o conceito do filme.

Este filme acompanha um jovem milionário de 28 anos, que ganhou toda a sua fortuna em Wallstreet, ou seja bolsa, exepeculação, previsão de resultados, etc... Esse jovem, interpretado por Robert Pattinson, é um génio nos diálogos, na matemática e nas interpretação de tudo. No entanto, fica fascinado e obecado com pequenas questões insignificantes e que não ligamos nenhuma. Ele tem um vontade enorma de saber tudo e fica muito perturbado quando não sabe.

O filme tem como cenário a limousine dele, poucas vezes sai dela, onde estão sempre a entrar amigos e amigas para conversar e não só. O filme vive dos diálogos entre as várias personagens, mas quase todos esses diálogos são enfadonhos e aborrecidos. Eu apenas gostei de dois deles pois tinham temas interessantes, os restante achei um pouco perda de tempo.

O filme no global é aborrecido... A ideia inicial de mostrar os jovens, de hoje em dia, obececados em querer saber tudo é muito boa mas foi mal explorada, o que torna o filme muito chato. Para ajudar, acho qu o actor principal foi mal escolhido... O rapaz que ficou conhecido por ser a personagem principal da A Saga Twilight: Amanhecer Parte 1 é muito canastrão. Sinceramente não gostei do desempenho dele, mas não vou dizer que é mau actor porque foi o primeiro filme que vi dele.

Os cenários do filme são interessantes. Muito curioso é o facto de o produtor do filme ser português, Paulo Branco. Mesmo tendo em conta isto tudo, eu não gostei muito do filme e achei um filme mau... Como falei em cima, o argumento é curioso mas é mal desenvolvido e torna o filme muito chato. De 0 a 10 dou um 2

In