Assim Assim

Com o passar do tempo o cinema português tem crescido e está a aumentar a qualidade.

Este filme realizado por Sérgio Graciano e escrito por Pedro Lopes reune um elenco de actores e actrizes muito bom, Isabel Abreu, Ivo Canelas, Rita Blanco, Miguel Guilherme, Cleia Almeida, Ana Brandão, Gonçalo Waddington, Nuno Lopes e muito outros.

O filme é um pouco parado mas ganha muito com os diálogos das personagens e com os seus cruzamentos. Ele aborda a temática das relações amorosas entre vários casais, que curiosamente tem sempre alguma coisa em comum. São contadas várias situações e várias histórias separadas, mas que se tocam em alguns pontos, ou seja, as histórias cruzam-se todas.

A primeira cena do filme é brilhante e mostra bem o que vamos ter daqui para a frente. Os dois diálogos no mesmo café entre as quatro personagens é genial. A cena a seguir, dentro de um carro num cais é igualmente brilhante.

O filme não tem efeitos especiais e não tem grande planos da cidade de Lisboa (local onde se passa o filme). Apenas a câmara a filmar as conversas entre os vários actores. O filme vive das personagens e das conversas entre elas, dos pequenos detalhes que ligam as histórias. O argumento é muito bom e faz que o filmes se torne muito interessante e curioso.

Gostei muito do filme e apenas tenho que criticar a banda sonora por esta excessivamente alta. Em algumas alturas pensei que ia ficar surdo.

De 0 a 10, dou um 8. É cinema português por isso tem de ver... Um dos melhores que já vi!

In