Tignes

Esta estância de Ski situado nos Alpes Franceses é muito boa! Ela junta-se à Estância de Val d´Isère para dar a origem a uma estância com cerca de 300 km de pistas, um desnível de cerca de 2000m e 10.000 hectares de neve.

Um ponto muito forte desta estância são os fora de pistas... Assim que olhamos para o mapa percebemos que não existem árvores (muito possivelmente por as pistas estarem a uma grande altitude) e assim que começamos a deslizar percebemos porque é o paráiso dos foras de pista. Como não existem muitas árvores, tudo é um fora de pista e tudo se pode descer, umas com mais dificuldade que outras. Infelizmente não consegui fazer foras de pista porque não nevava à muito tempo, ou seja, não havia muita neve fofa.

A primeira coisa que reparei nesta estância e que gostei muito, é o facto de andarmos muito pouco em meios mecânicos e quando precisava de andar, nunca havia fila. Por muito estranho que pareça as pistas são gigantes e nunca mais terminam. É surreal o comprimento das pistas... Parece que nunca mais acabam.

Eu apenas conhecia as pistas em Andorra e Espanha e reparei que aqui a neve é de melhor qualidade porque é sempre pó, não existe a vulgar "papa". Penso que deve ser por estar a uma grande altitude. Outra diferença entre Andorra e esta estância são os meios mecânicos. Esta estância está muito bem pensada e tem os meios mecânicos mais bem distribuidos, o que evita que existam filas. Para além disso tem metro!!! Uma espécie de funicular que circula por baixo de terra e leva as pessoas para o topo.

Para além da neve e dos meios mecânicos, as pistas são muito boas. Nesta estância desci a melhor pista de sempre, uma preta de nome Sache, e cheguei ao início de outra, que não tive coragem de descer. A pista Sache é um pista preta que tem um pouco de tudo, desde descidas vertiginosas, curvas muito apertadas, zonas largas, zonas estreitas e até uma pequena subida. Gostei muito por ser muito variada... A outra pista que não desci e que não sei o nome, é uma descida vertiginosa cheia de lombas. Eu não sou de ter medo nas pistas, mas esta assustou-me.

A paisagem desta estância é muito bonita. É um pouco diferente do que estava habituado por ser mais arida, grotesta e fria. Em volta apenas se ve branco, rochas e mais branco.

Finalmente, o Apré-Ski é um pequeno luxo. Num café mesmo no meio das pistas ao final do dia começam umas valentes festas com DJs, cantores, e muita gente com boa onda a dançar até o sol se por e as pistas fecharem. É incrivel!

Recomento a estância a toda a gente... Fica mais caro que ir para Andorra, mas é muito melhor e a própria aldeia é mais bonita. Vale a pena por tudo, pistas, neve, ambiente e paisagem.

In