O Capote

Este livro é muito curioso pois tem uma história muita pequena e simples, mas carregada de mensagem e moral.

O escritor Nikolai Gógol decreve a vida de uma pessoa simples que vive na cidade de S Petersburgo. A personagem principal é muito estranha pois não tem amigos, vive sozinho, anda sempre sozinho e apenas tem prazer a copiar textos. Ele trabalha num organismo público e tem como função fazer cópias, e é uma pessoa muito insignificante para todos.

No decorrer da história ele conquista a atenção dos colegas de trabalho, mas de um momento para o outro perde tudo, enfrenta a burocracia do sistema e acaba por falecer sem que ninguém de por isso.

A história é curta mas está cheia de comparações grotescas e de situações que perturbam qualquer um. O escritor neste pequena história aborda a insignificância e arrogância que as pessoas tem com as outras quando estas são mais fracas e não se defendem, a relevância que todos dão às aparências, a vaidade que as pessoas tem quando tem cargos importantes, o terror que é burocracia, a inveja e vingança. A abordagem que ele faz é simples e directa mas só no final do livro é que temos a noção de tudo o que se passou... É muito interessante!

O final do livro é muito bom. Quando acabei de ler o livro fiquei muito contente com o final e achei que a personagem principalmente fez bem em assombrar toda a gente... É estranho mas ficamos com pena dele e acabamos por achar que ele fez bem em vingar-se!

O livro é muito pequeno e eu li-o em menos de uma hora... Recomendo a toda a gente!

In