Link - Longplay

Este foi uma das grandes surpresa no final de 2010.

Ouvi o primeiro single na rádio, "Dá-me uma Chance" com a participação do NBC , e fiquei com o nome no ouvido. Aquela sonoridade era muito boa e não parecia nada uma coisa em Portugal. Para além dos Expensive Soul não conhecia mais ninguém em Portugal a fazer Funk e Soul assim...

Este álbum foi produzido pelo próprio Link e pelo New Max dos Expensive Soul.

A primeira música mostra muito bem o que vamos ouvir no resto do álbum. Uma intro do álbum que vai buscar todas as raízes do funk e soul negro, com a voz de um senhor que parece ter sido retirado da intro do filme Shaft.

Neste álbum ele convidou muita gente para dar vozes às suas músicas... As vozes são muito boas e encaixam maravilhosamente nas músicas. Os arranjos instrumentais são muito bons e revelam uma grande maturidade musical. Se as vozes fossem em Inglês quase ninguém diria que o Link era português. Ao ouvir este CD senti o mesmo quando ouvi Orelha Negra. Estas músicas são muito boas e tem um registo que nunca tinha ouvido em Portugal.

A música "Dor" com a voz de New Max é uma balada muito bonita e que fica no ouvido de qualquer um. A música com os mundo complexo também é muito boa, "Completos", abordando o Hip Hop. A música "Singing for Link" com a voz de Marta Ren é maravilhosa e obriga-me sempre a dançar.

Uma coisa muito engraçado no álbum são os finais. Quando a música chega ao final, ele coloca sempre uma pequena música nova com um ritmo diferente... É muito engraçado porque parece que começa logo outra música, mas que termina logo... Não me perguntem porque, mas acho muito engraçado. Os Orelha Negra e o DJ Ride também fizeram isso no álbum deles.

Oiçam e Julguem!

In