Os Famosos LPs vs MP3

Desde pequeno, convive com os LPs, mais conhecidos como discos de vinil. O meu pai tem uma grande colecção, eu comecei a acumular alguns, no entanto, chegou a uma altura e parei, pois apareceu o CD que tinha mais qualidade, era mais prático e funcional.

Depois dos CDs, passei para os mp3... Mais fácil de arranjar, muito mais práticos que os cds e não ocupam espaço físico. Resumindo, assim que comecei a adoptar os mp3, comecei a consumir e acumular música, em quantidades industriais. Pois a internet, permitia sacar tudo e mais alguma coisa.

No entanto, com o passar do tempo, voltei a descobrir o prazer de ouvir um disco de vinil. O prazer de ter um disco LP, com uma capa muito bonita e artística. Apesar disso, continuam a ter o problema de não se ouvirem no carro, e de serem pouco práticos para transportar e ocuparem muito espaço físico. Mas a qualidade e a sonoridade é fantástica. Aquele som orgânico, que se ouve quando a agulha passa nos altos e baixos que originam o som é único.

Não vou ser hipócrita e fundamentalista, e dizer que os discos é que são bons... Porque não é verdade. Tem vantagens e desvantagens. Eu acabo por comprar discos em vinil, cds e saco mp3 (praticamente tudo gratuito). Tudo depende, da minha disponibilidade mental e da minha vontade.

Uma coisa é certa... Os discos de vinil transmitem a música de ma maneira mais orgânica e mais natural, parece que o som é tocado ao vivo, mesmo ao nosso lado.