“Transacções" de David Williamson

David Truscott é um milionário americano, em processo de divórcio, que pretende desfazer-se de um quadro de Pollock. Loren, a protagonista, é uma marchand que vê neste quadro a possibilidade quase imediata de uma ascensão social e material. Especulando a partir do seu valor de mercado, o quadro será alvo de várias licitações, propostas por personagens com revelações bizarras e relações em queda: Kel, Mindy, Manny, Phyllis, Dawn e Gerry, este último marido de Loren. Personagens a bout de souflle, mas com dinheiro para “estourar” antes de estourarem consigo.

Gostei muito de peça de teatro, mesmo muito... O conjunto de actores é fantástico e adequam-se muito bem ao papel de cada um.

Apesar de ser um peça que fala de alguns assuntos sérios, consegue introduzir umas cenas cómicas, para quebrar um pouco a tensão existente (o texto é muito bom). O cenário é muito simples, no entanto, achei que estava fantástico (gostei muito do conceito criado).

Uma coisa que me surpreendeu muito, foi a beleza e sensualidade da Catarina Furtado. Eu já sabia que ela era bonita, mas nesta peça fiquei deslumbrado com ela. Ela é mesmo bonita e sexy!

Vão ver a peça... Vale bem a pena!

Ficha Técnica:
texto: David Williamson
tradução: Manuel Portela
encenação: João Reis
cenografia: Pedro Tudela
figurinos: Helena Carmona
assistente de figurinos: Vanessa Marques
desenho de luz: Nuno Meira
sonoplastia: Francisco Leal
interpretação: António Durães, Carlos Gomes, Catarina Furtado, Joaquim Horta, Lígia Roque, Mafalda Vilhena, Marta Furtado
co-produção: Pura Visão, Teatro Maria Matos

M/16
12 de Março a 3 de Maio
4ª a sáb. 21H30
dom. 17H