Gran Torino

Este foi o último filme do Clint Eastwood enquanto actor. Uma carreira fabulosa e com grandes filmes, no entanto, chega ao fim… Não como realizador, neste campo ele tem provado que dá cartas e que tem muito para dar.

O filme é mesmo como eu gosto, cheio de pequenos detalhes e muito humor negro. As piadas que ele vai dizendo ao longo do filme são brutais, e apesar de racistas, são muito inteligentes. Uma das melhores piadas do filme é a definição que ele dá sobre o que acha do padre.

Outro ponto muito interessante do filme é o rosnar dele, sempre que não gosta de alguma coisa, seja o piercing no umbigo da neta, seja a cerveja que acabou. É um detalhe muito inteligente!

O filme está muito bem feito (parabéns ao realizador – Clint Eastwood), pois não se torna chato, apesar de não ter grande acção. Mas, ficamos agarrados à personagem principal, à história, ao que vai acontecendo e falta acontecer.

Finalmente, o filme termina em beleza! Não me adianto muito, para não estragar… Outro grande ponto a favor do filme é o carro dele, que dá nome ao filme, é lindíssimo.

Vão ver o filme… De 0 a 10, dou um 10.

In