Prostituição


Esta semana tive o privilégio de fazer a viagem de Coimbra para Lisboa pela tão famosa Nacional 1. Reparei que existem muitas prostitutas nesta zona, ou seja, a vida deve estar difícil. Entretanto, pelo caminho passei por um carro que trazia uma família típica de Portugueses. E comecei a imaginar uma cena linda entre esta família e as prostitutas…

A família constituída por 4 pessoas. O homem, como é lógico (perfeito macho), ia a conduzir. A mulher seguia ao lado a fazer um bordado e os filhos iam na macacada. Imagem a típica família que sai ao fim de semana para ir comprar louça às Caldas da Rainha, ou que vai passear para Rio Maior, mas antes para no “Bigodes” para almoçar.

Ao passar por uma prostituta na beira da estrada, o homem olha e pensa para ele: “Fo..-.., Car…., és mesmo boa… Mandava-te um arraial de Fo…, que nunca mais te levantavas. Partia-te essa c… toda. Fo…-…” Só que a mulher repara e manda-lhe um murro na perna e diz:

- Para onde é que estás a olhar?
- Para lado nenhum…
- Eu bem te vi a olhar para aquela menina, tu não me enganas
- Ó Maria!!! Mas tas a passar!?? Eu estava a olhar para aquela árvore que é bem grande… Agora, eu a olhar para a menina!!!…Também inventas cada uma…
- Engana-me que eu gosto!! Logo à noite depois vemos…

No meio desta discussão os miúdos começam a perguntar porque razões estão mulheres à beira da estrada, nas zonas de pinhal e sempre em cruzamentos de terra batida. Os pais muito encavacados começam a gaguejar e um deles diz:

- O filho!! Aaaaa….. Estão aqui para o caso de alguém precisar de direcções. Assim só tem de encostar e perguntar…

O filho calou-se e os pais ficaram mais descansados… Entretanto surge outra questão.

- Pai! Mãe! Mas a estrada é sempre a direito, como é que alguém se perde?
- Bem… Sabes… aaaa… Muitas vezes precisas de saber quantos km faltam para um café ou para uma bomba de gasolina.
- Ah… e quantos faltam para um café? Preciso de ir à casa de banho… porque não perguntas? Falta muito para chegarmos??

Neste momento o pai muda para a rádio Batalha e manda um berro para o filho para ele se calar e a mãe dá-lhe um caramelo. O miúdo cala-se, mas fica magicar na conversa…

No futuro ele saberá para que servem as meninas e aposto que irá pelo menos uma vez por ano ter com elas para saber informações…