O Homen Que Copiava


Sinopse:
André tem 20 anos, não acabou o liceu, e trabalha como operador de fotocópias na livraria e papelaria J. Gomide, em Porto Alegre. Mora com a mãe. Gosta de desenhar e gosta da Sílvia. André precisa desesperadamente de trinta e oito reais. Sílvia tem 18 anos. Estuda à noite e trabalha numa boutique. Mora com o pai, gosta de ler e leva uma vida calma. Sílvia tem um encontro marcado no Corcovado a que não pode faltar. Marinês trabalha na papelaria, com André. Namora, mas não muito, um alemão que vive na Holanda. Marinês gosta de vestir o que não tem dinheiro para comprar. Cardoso faz tudo por ela. E Marinês faz quase tudo com ele. Cardoso deixou de fumar há dois dias, a pedido de Marinês. Não sente muito a falta do cigarro. Só às vezes, depois do almoço, aquele cigarrinho… Quem não fuma não sabe o que significa “aquele” cigarro depois da refeição. André precisa de trinta e oito reais para comprar um lenço e para salvar a vida de Sílvia. André faz muitos planos para arranjar o dinheiro. E é assim que os seus problemas começam...

Comentário:
Um filme com um argumento muito curioso, que aborda a questão de pessoas pobres à procurar de dinheiro fácil.

Tem um início muito engraçado e fora do comum, pois começa com uma narração da vida da personagem principal. Esta narração decorre durante 15 minutos do filme, e é muito curioso, porque no final deste 15 minutos parece que conhecemos muito bem a personagem principal.

As imagens são muito boas, muito ao estilo da Cidade de Deus. Durante o filme as imagens no quarto de André (personagem principal) são impressionantes, pois este tem o quarto todo decorado com desenhos dele e com montagens de imagens. Simplesmente genial.

Quando virem o filme, reparem no detalhe de uma galinha fechada num armário… É um detalhe maravilhoso e que tem muita lógica. É a notícia sensação.

É um filme bom, com um argumento muito bom, com actores muito bons e uma fotografia muito boa. Recomendo o filme a toda a gente...

De 0 a 10, dou 8

In