The Whitest Boy Alive – Dreams


Este novo projecto de Erlend Oye, também responsável pelos Kings of Convinience, é bastante interessante, tendo alguns altos e baixos.

O primeiro single “Burning” é bombástico com um ritmo muito engraçado e alucinante, um baixo bem concebido e umas guitarras bem variadas, como acontece em caso todo o álbum. No entanto as músicas seguintes “About You”, “Inflaction”, “Fireworks”, são pouco interessantes, tornando-se chatas de ouvir.

O álbum no geral baseia-se muito nas guitarras e na voz de Erlend Oye, ou não fosse ele o mentor deste projecto.

Em músicas como “Done with You”, “Borders” e “Golden Cave”, somos presenteados com uma bateria e um baixo bem simples, mas com uma guitarra muito experimental mas sempre com um som muito puro, sem efeitos, lembrando Mogway sem distorções na guitarra.

É um álbum interessante, bem limpo, demasiado homogéneo e demasiado agarrado à voz e guitarra. Mesmo assim é um álbum para ter na prateleira.

De 0 a 10 dou 7

In