Valete – Serviço Público


Eu ainda não ouvi o álbum anterior dele – Educação Visual, mas este álbum é muito bom, grandes beats e grandes rimas.

Começa logo de uma maneira bombástica, com um telefonema de alguém a tentar “converter” este mc de rua num mc de “grandes editoras”. Depois de ouvir o CD todo, concluímos facilmente que estamos perante rimas bem revolucionárias e censurando todas as atitudes errados que se passam junto dele. São letras “recalcadas” frisando a falta de apoio das editoras aos músicos, dos males da política, da polícia e da Sida. São rimas fantásticas.

Eu ouvi uma entrevista de Valete no programa Nação Hip Hop da Antena 3. E se bem me lembro, os beats são todos (ou quase todos) do Sam the Kid, o que mostra mais uma vez que este mc tem um jeito fora do normal para a música, pois faz uns beats maravilhosos.

Melhores músicas:

- “Roleta Russa” pois adoro a maneira como ele incentiva os jovens a usarem preservativos quando tem relações sexuais, evitando a sida.
- “Pela Música pt 2” – Os beats são fabulosos por serem muito variados e a letra é simplesmente genial. A comparação de editoras com mulheres é fantástica.
- “Os meus” – Este single é muito boa onda e fica mesmo no ouvido.

Uma das coisas que não gosto muito são os discursos políticos de Che Guevara, Fidel Castro e de Hugo Chavez. Atendendo ao que se ouve no álbum e à entrevista que ouvi, compreendo perfeitamente porque estão incluídos no álbum… Mas mesmo assim, na minha opinião eram dispensáveis.

É álbum muito bom de Hip Hop nacional, sempre muito interventivo e com rimas muito boas. Aconselho a toda a gente, mesmo que não gostem de Hip Hop…

De 0 a 10, dou 9

In