Rodney Hunter - Hunter Files


Tomei conhecimento de Rodney Hunter (RH) durante o Hype@Tejo 2005, antes do concerto de Chemical Brothers, na tenda da G-Stone. Para quem não conhece, a G-Stone é mais conhecida editora austríaca de dub, sendo responsável pelo lançamento de nomes tão conhecidos como a dupla Kruder & Dorfmeister, Tosca e a Peace Orchestra.
Como não podia deixar de ser, este álbum tem uma forte componente de Dub, umas batidas de bateria e sintetizador sempre muito certinhas, um baixo muito marcante e somos constantemente bombardeados com os pequenos efeitos de sintetizadores, mas sempre deliciosos, que enriquecem bastante todas as músicas.
Uma das coisas que me chamou a atenção foi a faixa nº 5, “Quero Saber”, por ser cantada em Português. Penso que Orieta Pires, a cantora, deve ter nascido em Portugal, mas já está a viver em Viena à muito tempo, pois nota-se um sotaque na voz dela.
RH no seu primeiro álbum consegui criar um CD com bastante qualidade e com um som muito agradável para quem está a viajar, a trabalhar, a estudar, mesmo num bar a tomar um copo. Na minha opinião penso que ele conseguiu criar um álbum muito homogéneo mas que se consegue adaptar a todos os locais.
Um CD para todos os amantes do Dub de Viena, mas também para todos os que procurem um som calmo mas com ritmo.

De 0 a 10, dou 9

In